Bradesco Seguro Auto – Dicas para limpeza de veículos envelopados

Limpeza de veículos envelopados

Nos últimos anos, foi possível notar o aumento da presença de carros envelopados nas ruas do país. Para quem escolhe cobrir o automóvel com a película, é preciso estar atento quanto aos cuidados a serem tomados na hora de realizar a limpeza externa do veículo.

Marcela Alcântara, química e responsável técnica por uma empresa fabricante de químicos para o setor automobilístico, diz que a limpeza dos envelopados pode ser realizada normalmente, mas é preciso escolher os produtos certos e evitar jatos de água com muita pressão.

O problema com a alta pressão é que devido à força da água, a película começa a se soltar e, com o tempo, pode não resistir e ser removida do veículo.

Outro fator capaz de danificar o adesivo são os produtos com elementos alcalinos em excesso. De acordo com a responsável técnica, o indicado são os químicos com PH neutro. Se a lavagem for realizada em lava-autos, a sugestão é conferir junto ao profissional se o detergente e a cera não vão causar danos ao material adesivo.

Mas, para quem quer realizar uma limpeza sem riscos, a lavagem a seco aparece como a opção ideal. A cera líquida utilizada nesse procedimento é de fácil manuseio e, além de limpar, mantém o aspecto fosco da película.

Conforme explica Marcela, essa é uma das vantagens do método, pois uma das principais razões pelas quais os proprietários envelopam o carro é para esconder o brilho da pintura do veículo.

O procedimento a seco pode ser realizado quando o automóvel está pouco sujo – somente empoeirado e com resíduos de poluição – utilizando uma cera líquida própria para esse tipo de lavagem e um pano. O tempo gasto para cobrir todo o veículo é de, em média, 15 minutos.

A cera recomendada para a lavagem a seco contém polímeros que ajudam a proteger a película. Segundo Marcela, essa capa colocada sobre o carro é basicamente um plástico. Por isso, os produtos aplicados sobre ela devem ser livres de solventes e abrasivos, porque o solvente ataca o material, dissolvendo-o, e o abrasivo pode riscá-lo. Polimentos também prejudicam o envelopamento.

Bradesco

Close Menu
error: Content is protected !!
× Como posso te ajudar?