Saiba como contratar o melhor seguro de carro.  Quando o assunto for seguro de automóvel conte a Resicór para conseguir o menor preço e contratar o melhor seguro auto do mercado,  afinal todo mundo precisa de seguro para carro, e querem o menor preço com o melhor custo benefício. O fato é que as Cias de seguros determinam critérios para definir riscos e o valor do prêmio de seguro, alguns fatores são comuns para a precificação do seguro, como: tipo do veículo, CEP de pernoite, guarda do veículo em garagem na residência, no trabalho, no local de estudo(escola, faculdade, pós graduação e outros cursos); se o uso do veículo é para fins comerciais, somente  ida e volta ao trabalho ou apenas laser; a idade, sexo, tempo de habilitação e profissão dos condutores também são levados em consideração.

É importante você saber na hora de escolher um seguro de automóvel:

Tipos de cobertura

Em cidades como São Paulo, o risco de roubo e furto são maiores, desta forma na composição de preço do seguro esta cobertura tem a taxa mais agravada. Para a taxação da cobertura “compreensiva” (colisão, incêndio, roubo e furto), é levado em consideração o índice de acidente com um determinado modelo de carro e se a montadora do veículo disponibiliza a reposição de peças no mercado, para alguns modelos de veículos é quase que impossível localizar peças de lataria o que faz com que o veículo em caso de acidentes permaneça por longos dias nas oficinas devido a falta de peças. Sabendo desta dificuldade as seguradoras oneram os custos do seguro para estes automóveis.

A cobertura de RCF-v  Responsabilidade civil facultativa, mais conhecida como cobertura para danos contra terceiros, é uma cobertura adicional à apólice de seguro automóvel é importante que ao contratá-la faça-a com um valor alto, pois a contratação com valor baixo pode  pode acarretar em perdas financeiras para o responsável pelo acidente ou ao proprietário do veículo.

A cobertura contra roubo e furto, estão relacionados à região em que o segurado reside e circula e ao tipo de uso que faz do veículo. Sendo normalmente mais caras nos grandes centros urbanos.
Os Carros e motos populares geralmente são os mais visados em roubos, também porque são mais numerosos no País. Segundo ranking da CNseg de 2012, o automóvel com maior índice de roubos é o Volkswagen Gol, seguido por Fiat Uno e Palio.

Peça ao seu corretor uma cotação do seguro antes de decidir pela compra ou troca do automóvel, pois sabendo antecipadamente os custos com seguro a decisão por um determinado tipo de veículo poderá ser descartada.

Carros usados e com maior tempo de uso costumam ter seguros mais caros que os novos 0km ou seminovos, pelo fato que estes veículos muitas vezes são alvo de roubos com objetivo de alimentar o mercado de peças usadas ou “recondicionadas”; lembrando que as seguradoras somente fornecem e autorizam os reparos nos veículos com peças originas, pois a elas é proibido por lei utilizar ou compras peças usadas ou recondicionadas.

Os Jovens e solteiros com idade entre 18 e 25 anos pagam mais pelo seguro, já as mulheres costumam ser beneficiadas com descontos em algumas seguradoras. Na hora de contratar o seguro não minta e nem omita informações nas respostas do questionário de avaliação de risco, às seguradoras e reservado o direito de investigar e apurar os fatos  e se estiver incorreto, certamente haverá a negativa no pagamento da indenização em caso de sinistro”.

Os dispositivos de segurança já não fazem tanta diferença no preço final do seguro, salvo para alguns rastreadores via satélite, que normalmente são cedidos em regime de comodato, mas antes de instalar, veja qual será o abatimento, pois se o seguro não for renovado com a seguradora que fez a instalação do equipamento, você terá que devolvê-lo, caso mude de Cia. na renovação.
Em alguns casos, pode até ser uma exigência para que a proposta  seja firmada. O uso de dispositivos, como alarmes e travas de segurança , não são considerados pelas seguradoras para efeito de descontos no preço do seguro, de forma que não inibem o furto e não ajudam na localização do veículo.

Bônus no seguro

Renovar o seguro auto na mesma companhia seguradora nem sempre é sinônimo de economia,  você não perderá o direito aos bônus quando muda de companhia seguradora, pois o bônus pertence ao segurado, e funciona como uma portabilidade o qual pode ser perfeitamente transferido entre as cias de seguros, para isso foi criada a C.I. Central de Informação, trata-se de um código alfanumérico que serve para as seguradoras trocarem informações eletrônicas e confirmarem a existência de bônus. Vale ressaltar que algumas companhias de seguros oferecem um desconto de fidelidade quando o segurado mantêm a renovação.

Antes de autorizar a emissão da apólice, o segurado deve verificar se a corretora e a seguradora possuem a autorização de funcionamento junto à SUSEP Superintendência de Seguros Privados,  orgão do governo com autoridade maior sobre as empresas de seguros.
É importante que a corretora de seguros demonstre nas cotações as cláusulas e os benefícios oferecidos por cada seguradora;como assistência 24h para o carro e casa, limite de Km para remoção na utilização de guinchos, cobertura adicional e extensiva aos vidros, faróis, lanternas e retrovisores, cobertura para danos morais, carro reserva nos casos de perda parcial e perda total, higienização em caso de alagamentos.
Conheça alguns termos comumente usados no ramo de seguro:
– Apólice:
Documento emitido pela seguradora com todas as cláusulas e coberturas firmados na proposta de seguro.
– Bônus:
desconto incidente sobre o prêmio a ser pago na renovação do seguro.
– Cobertura:
eventos indenizados pela seguradora.
– Condições gerais:
conjunto de cláusulas que definem os riscos cobertos, direitos e  obrigações das partes, bem como os riscos excluídos e não cobertos.
– Endosso:
documento pelo qual são registradas as alterações da apólice.
– Franquia:
Quantia que o segurado pagar, em caso de perda parcial do veículo ou de acessórios segurados. È a parte que o segurado participa na indenização, ficando a seguradora responsabilizado pelos valores dos prejuízos cujas somatórias sejam superiores e excedentes ao valor da franquia.
– Importância segurada:
termo utilizado para definir o valor do bem segurado estipulado na apólice.
– Indenização:
é o valor pago pela seguradora em caso de ocorrência de sinistro previsto na apólice.
– Prêmio:
é a importância que o segurado paga à seguradora para ter direito à indenização em caso de sinistro, em outras palavras é o custo do seguro.
– Perfil
– Questionário de avaliação de risco: integra a proposta, respondido pelo segurado, contém informações precisas sobre os condutores e usos habituais do veículo.
– Sinistro:
é a ocorrência do fato previsto no contrato.
– Terceiro:
pessoa envolvida num sinistro, mas não é parte integrante do contrato.
– Vigência:
período de tempo fixado para validade da apólice de seguro.
– Vistoria:
inspeção feita por peritos habilitados da seguradora, terceirizados ou não, para verificar o estado geral do veículo.
Ao assinar a proposta de seguro auto, leia atentamente, na proposta e deve conter os valores do prêmio, a importância segurada e as coberturas e cláusulas contratadas.
A Resicór corretora de seguros, representa as maiores e melhores seguradoras do brasil e do mundo.
Porto Seguro, Azul Seguros, Itaú Seguros de auto e residência, Sulamérica, Yasuda Marítima, Liberty, Generali, Zurich, Mapfre, Allianz, Chubb, Bradesco e outras.

Solicite agora uma cotação de Seguro Auto
Solicite agora uma cotação de Seguro Auto
Close Menu
error: Content is protected !!
× Como posso te ajudar?